Arquivo da tag: Narradores de Bagé

Festa de Ogum em Bagé

Vídeo poético-documental sobre a 13ª Procissão de São Jorge em Bagé, também conhecida como Festa de Ogum. Mostra as formas de expressão da devoção, ​as motivações, ​gestos, cores e estados emocionais considerados como ato​s​ estético​s​ e poético​s​. O vídeo foi realizado por estudantes do IFSul Campus Bagé e tem origem numa série de projetos realizados com o grupo Narradores de Bagé, do IFSul, que desde 2011 está mapeando as visualidades das manifestações culturais tradicionais da região. O vídeo foi realizado com o apoio do Ponto de Cultura Pampa Sem Fronteiras, do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas do IFSul Campus Bagé (NEABI), do projeto Inventar com a Diferença e do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som (LEPPAIS-UFPel).

Coordenação e direção: Lisandro Moura.

Imagens: Carlos Eduardo Gusmão, Eduarda Machado, Eduarda Trindade, Evelyn Machado, Lisandro Moura, Maria Arlete Guasque, Yuri Lima

Entrevistas: Arisandro Mendes, Thaís dos Santos Rodrigues

Captação de áudio: Evelyn Machado, Natália Fróes

Montagem: Giuliana Bruni

Finalização: Carlos Eduardo Gusmão

Produção: Adriana Ferreira

Etiquetado , , , , , , ,

IFSul no 4º Festival Internacional de Cinema da Fronteira

cinema

O IFSul Campus Bagé recebeu na noite do dia 25/11/2012 uma homenagem por apoiar e estimular o IV Festival Internacional de Cinema da Fronteira. O Campus ainda levou o troféu de Menção Honrosa por conta da produção do filme-documentário “Atos de Fé em Bagé“, realizado pelas alunas Luciana Gonçalves, Tamíris Soares, Andressa Lencina, Amanda Thomazi e Natalie Scherer. O trabalho originou-se do projeto de ensino e pesquisa chamado Narradores de Bagé, coordenado pelos Professores Lisandro Moura e Rafael Peter. A produção foi exibida durante a Mostra Regional do Festival, juntamente com outros filmes realizados na cidade de Bagé e região.

O documentário narra uma importante manifestação cultural-religiosa da cidade: a Procissão Luminosa de Nossa Senhora Auxiliadora, também conhecida como “Festa das Velas Votivas”. A procissão é uma prática tradicional que acontece oficialmente desde 1943, sendo parte do patrimônio histórico e cultural da cidade.

Desde 2011 o IFSul vem apostando na formação dos estudantes para o uso das tecnologias audiovisuais, especialmente o cinema, mediante projetos de extensão coordenados pelo professor de Sociologia Lisandro Moura, tais como o Cinema e Educação em Debate, o Cine Matinal, o Narradores de Bagé e o Projeto Cinema e Cultura Indígena, o qual contou com a participação da cineasta da etnia Mbya-Guarani, Patricia Ferreira (Keretxu), que vive na Tekoá Koenju (Aldeia Alvorecer), localizada na região de São Miguel das Missões. Assim, com o apoio do IFSul, foi aberto um espaço na programação do IV Festival Internacional de Cinema da Fronteira para a discussão a respeito de questões étnico-culturais a partir dos filmes dirigidos pela cineasta indígena.

Durante a 4ª edição do Festival, foi lançado também um manifesto pela criação de uma Film Comission, com representação do IFSul, a instalação de um estúdio e laboratórios de áudio e vídeo na Secretaria Municipal de Cultura, a criação de um projeto modelo RodaCine municipal, o fortalecimento do Programa Cinema da Fronteira, da Secretaria de Cultura, a expansão do Festival Internacional de Cinema da Fronteira e a criação de uma curso de Cinema na Unipampa. O manifesto, lançado na presença do Prefeito Dudu Colombo, tem amplo apoio da população e de uma rede extensa de artistas, professores, estudantes, jornalistas, que vêm trabalhando para transformar Bagé numa cidade referência na produção cinematográfica.

Lançamento do Manifesto pelo Cinema em Bagé. Foto de Franciele Teixeira

Lançamento do Manifesto pelo Cinema em Bagé. Foto de Franciele Teixeira

Equipe do Grupo Narradores de Bagé que produziu o vídeo Atos de Fé em Bagé

Etiquetado , ,